16
Nov-2016

24 horas em Toronto. Que visitar?

Canadá   /   Etiquetas:

Toronto foi a primeira cidade que visitámos durante a nossa viagem ao Canadá. Depois de um voo direto de cerca de 7 horas, aterrávamos no Aeroporto Internacional de Toronto Pearson por volta das 8 da manhã, com um dia inteiro de exploração pela frente. A jornada seguinte seria dedicada às Cataratas do Niágara, pelo que não que tínhamos mais que 24 horas para percorrer a maior cidade do Canadá, que é também a capital da província de Ontário.

Havia que definir prioridades, e como gostamos de explorar a pé cada cidade que visitamos, decidimos deixar de lado os museus e caminhar tranquilamente pelos bairros do centro de Toronto, observar a arquitetura desta metrópole com quase 3 milhões de habitantes, entrar nos seus mercados, sentir o ritmo da vida diária dos seus residentes e provar os seus sabores mais característicos e tradicionais. Como não podia deixar de ser, começámos o nosso itinerário pelo coração da cidade, a famosa Old Town (cidade antiga), e nas seguintes 12 horas passaríamos pelo Porto, pelo Entertainment District, pelo bairro chinês e pelo famoso e alternativo Kensington Market, que nos conquistou à primeira vista. Queres saber mais? Nos próximos parágrafos contamos-te todos os detalhes:

toronto

1. Old Town

O nosso passeio começou inevitavelmente pela zona antiga da cidade, mais conhecida como Old Town, que é possivelmente a parte com mais charme de Toronto. Começamos pelo Distillery District, um bairro comercial e residencial, localizado na zona leste da cidade, onde podes encontrar uma série de cafés, restaurantes e lojas alternativas em edifícios com uma longa história. Um lugar que surpreende pela perfeita combinação do velho com o novo, que aqui coabitam em perfeita harmonia.

Se tens tempo, não deixes de percorrer as “Discovery Walks”, um conjunto de itinerários que no passado eram linhas de comboio e que atualmente guiam os visitantes através dos jardins, parques e lugares históricos da Downtown de Toronto. Sem dúvida o ponto de partida ideal para um dia à descoberta da capital de Ontário.

Downtown Walks, Toronto

Downtown Walks, Toronto

2. Distrito financeiro

Como tínhamos um longo caminho pela frente, prosseguimos viagem em direção ao coração financeiro do Canadá.  E aqui é onde começas a sentir que estás numa verdadeira metrópole. O distrito financeiro de Toronto é uma amálgama de enormes arranha-céus que albergam a alguns dos bancos e empresas mais importantes do mundo. Quando desvias o olhar dos imponentes edifícios que te acompanham a ambos os lados, observas a multidões de executivos com gravata que caminham acelerados em direção ao seu posto de trabalho ou à principal estação de transportes da cidade, e também uma das mais transitadas de toda a América do Norte, a Union Station.

distrito-financiero

Atravessando o distrito financeiro, com a Union Station à esquerda e a CN Tower a acompanhar todo o percurso

3. Porto de Toronto

Mantendo um ritmo relaxado, seguimos em direção ao porto de Toronto (localmente conhecido como Harbourfront), um lugar que convida a sentar-se e a relaxar enquanto observas as águas tranquilas do lago Ontário. Podes aproveitar para fazer um piquenique, para sentar-te numa esplanada ou simplesmente observar como aterram os aviões no pequeno aeroporto local de Billy Bishop, utilizado principalmente para voos internos, complementando o Aeroporto Internacional Toronto Pearson.

puerto

Uma pausa no porto de Toronto

4. Ilhas de Toronto

E já que estás na zona do porto, não podes deixar de atravessar até às ilhas de Toronto, um dos lugares favoritos dos moradores da cidade (e também dos turistas) para passar os dias de verão. Trata-se de uma zona verde com cerca de 230 hectares onde os carros simplesmente não estão permitidos (é a maior área sem carros da América do Norte), pelo que se converteu num autêntico refúgio para escapar ao bulício do centro da cidade. Além disso, é o lugar perfeito para fotografar o skyline de Toronto. Para chegar há varios ferrys ao longo do dia e o bilhete de ida e volta custa pouco mais de 7 dólares canadienses.

skyline de toronto

Skyline de Toronto

5. CN Tower

E eis que chega o momento de visitar um dos edifícios mais emblemáticos da cidade de Toronto: a famosa CN Tower. Superando os 550 metros de altura, esta enorme torre de telecomunicações é a terceira maior do mundo, e converteu-se numa das atrações mais visitadas em todo o país. Como estaríamos apenas um dia na cidade e a fila era longa, decidimos não subir. Mas podemos dizer-lhes que a estrutura – mesmo vista só por fora – é impressionante… Aí mesmo ao lado está também o Estádio dos Blue Jays (mais conhecido como Rogers Centre), que é a casa da equipa local de baseball. E também é possível visitar o Aquário de Toronto, localizado na mesma área.

cntower

CN Tower, um edifício omnipresente durante qualquer visita a Toronto

6. Entertainment District

E como o cansaço já começa a apertar, e aproveitando que já estávamos no bairro do entretenimento em Toronto, decidimos fazer uma pausa para comer algo. E aqui não faltam opções… Há uma grande variedade de cafés, restaurantes, teatros e cinemas, pelo que é fácil perder-se perante tamanha oferta gastronómica e de ócio. Mas nós não cedemos às tentações e depois de uma revigorante refeição, continuámos com o nosso itinerário. Próxima etapa: o famoso e trendy Kensington Market.

Entertainment District, Toronto

Entertainment District, Toronto

7. Subir por Spaldina Avenue

Para chegar decidimos subir a Spadina Avenue, uma das principais artérias comerciais da cidade. Podíamos apanhar o eléctrico e chegar em poucos minutos, mas preferimos ir a pé e observar como os edifícios e a tipologia das lojas ia mudando de cara à medida que avançávamos. Depois de caminhar alguns minutos começámos a ver à nossa direita alguns cartazes com caracteres chineses e apercebemos-nos que acabávamos de chegar ao bairro chinês. Mas antes iríamos na outra direção. Porque à nossa esquerda tínhamos também o bairro de Kensington Market…

spaldina avenue, toronto

Elétrico de Toronto na Avenida Spadina

8. Kensington Market

Este era um dos lugares que nos gerava mais curiosidade em Toronto. Tínhamos lido que Kensington Market era um dos bairros mais na moda e estávamos desejosos por comprová-lo com os nossos próprios olhos. E a verdade é que não nos decepcionou. Repleto de graffitis, galerias de arte, restaurantes com comidas de todo o mundo e pequenas lojas alternativas com roupas em segunda mão ou objetos para colecionadores, neste bairro respira-se um ambiente moderno e cosmopolita. Em poucos metros podes cruzar-te com um grupo de hippies ou com uma banda de punks que improvisa na rua, e na esquina seguinte entrar num bar com clara orientação hipster… Aqui há espaço para todos os estilos e sensibilidades!

kensington market, toronto

A arte está em todas as partes, no bairro de Kensington Market

9. Chinatown de Toronto

Depois de percorrer cada rua do Kensigtong Market e já com várias bolsas de compras nas mãos, eis que chegava o momento de visitar a Chinatown de Toronto, que é atualmente um dos maiores bairros chineses da América do Norte. Com origem na década de 1890, este bairro foi crescendo ao longo dos anos e agora já ocupa uma parte considerável do centro da cidade, entre a Dundas Street e Spadina Avenue, e está repleto de pequenas lojas de souvenirs (a preços irresistíveis!), restaurantes asiáticos e mercados com produtos que te transportam até ao outro extremo do mundo.

chinatown toronto

Lojas asiáticas na Chinatown de Toronto

10. Downtown Yonge

E nada melhor que terminar a nossa viagem com um delicioso jantar na zona da Downtown Yonge, uma área muito procurada por todas as opções de entretenimento que oferece. Aqui encontrarás uma grande quantidade de teatros, cinemas, centros comerciais, restaurantes e todo o tipo de bares onde tomar um cocktail observando o bulício desta zona movimentada que durante a noite ganha um encanto especial, com as luzes dos arranha-céus e o brilho dos enormes ecrãs publicitários. Sem dúvida um bom lugar para concluir o dia, com a sensação de que Toronto é, provavelmente, uma das cidades mais cosmopolitas e modernas do continente americano.

Downtown Yonge, Toronto

A zona de Downtown Yonge é uma das mais animadas durante a noite

2

 likes / 0 comentários
Partilhar este post:

Comentar este artigo


Clica no formulário para ver mais

Arquivos

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec