09
Ago-2016

Que visitar em Marrakech?

Marrocos   /   Etiquetas:

Como lhes contávamos num artigo anterior sobre a viagem a Marrocos, a nossa visita a Marrakech durou apenas três dias. Mas tivemos tempo suficiente para sentir a essência e a atmosfera única desta cidade espectacular, que é uma autêntica explosão para os sentidos…

Eis uma breve seleção dos lugares que consideramos que deves visitar e as experiências que não podes deixar de viver em Marrakech:

1. Praça Jemaa el-Fna de dia

Praça Jemaa El-Fna, marrakech

Praça Jemaa El-Fna durante o dia

Durante o dia, perde-te entre as centenas de postos ambulantes na Praça Jemaa el-Fna e deixa-te embriagar pelos cheiros das especiarias, os pregões dos vendedores, os espectáculos exóticos dos músicos e bailarinos bereberes, os belos desenhos das tatuadoras de henna ou pelos rituais enfeitiçantes dos encantadores de serpentes…

2. PRAÇA JEMAA EL-FNA DE noite

Praça Jemaa El-Fna, marrakech

Praça Jemaa El-Fna durante a noite.

E assiste à metamorfose da praça quando a noite chega… Os postos ambulantes com artigos de couro e artesanato dão lugar a variados restaurantes de comida local, onde encontrarás um pouco de todo, desde a famosa e tradicional Tajine aos mariscos mais frescos e saborosos. E obviamente, não pode faltar um chá de menta para concluir o jantar!

3. Mesquita Koutoubia

Mesquita Koutoubia, Marrakech

Mesquita Koutoubia, Marrakech

Visita a Mesquita Koutoubia (ou mesquita dos livreiros), a mais importante de Marrakech e uma das maiores do mundo islâmico quando se terminou a sua construção em 1141. Isso sim, se não és muçulmano só a poderás observar desde o exterior, mas nem por isso perde interesse. Dedica alguns minutos a observar os detalhes do seu belo minarete (com 69 metros de altura) e não deixes de visitar os jardins circundantes. Valem a pena!

4. Souks de marrakech

Souks de Marrakech

Souks de Marrakech

E quem vai a Marrakech tem que que fazer compras nos seus famosos souks! Caminha de porta em porta entre as misteriosas e estreitas ruas da medina, entra nas lojas familiares de especiarias e comida local, compra algum artigo de artesanato como recordação. Ah, e nunca te esqueças de negociar os preços! Faz parte da idiosincrasia local…

5. Tajine marroquina

tajone marroquina

A Tajine é um dos pratos tradicionais de Marrocos

E outro dos símbolos de Marrocos é a Tajine, um delicioso cozido ou guisado de legumes, normalmente acompanhados de carne ou peixe. O nome provém da panela de barro envernizado, com tapa em forma cone, na qual se cozinham os alimentos a baixas temperaturas. Claro que o segredo também está nos condimentos utilizados, mas todas as que provámos eram deliciosas! Ah, e acabámos por trazer uma para casa.

6. Doces tradicionais de marrocos

Doces tradicionais de Marrocos

Doces tradicionais de Marrocos

E para a sobremesa, nada melhor que provar uns doces tradicionais elaborados com frutos secos (como nozes, amêndoas e pistaches), figos, tâmaras e mel. Simplesmente deliciosos…

7. curtumes de MARRAKECH

Curtumes de Marrakech

Curtumes de Marrakech

Visita um dos curtumes de Marrakech (também conhecidos como tanneries, em francês). Este é o lugar onde se trabalham as peles e se prepara o couro para vender um pouco por toda a cidade e é interessante assistir a todas as etapas do processo. Isso sim, não digas que não ao raminho de hortelã que te oferecem na entrada, porque o cheiro pode ser difícil de aguentar…

8. Madraza ben Youssef

Madraza ben Youssef, Marrakech

Madraza ben Youssef, Marrakech

Entra na Madraza ben Youssef e deixa-te surpreender pela beleza arquitectónica desta antiga escola islâmica de Marrakech, fundada no século XIV, que no passado serviu de lar e lugar de culto de mais de 800 estudantes que diariamente aqui memorizavam o Corão, em pequenas e austeras celas que atualmente se encontram abertas ao público.

9. Museu de marrakech

Museu de Marrakech

Pátio interior do Museu de Marrakech

E já que estás na Madraza bem Youssef, não podes deixar de visitar também o Museu de Marrakech, aí mesmo ao lado. Integrado no fabuloso Palácio Mnebii, nome do primeiro proprietário deste edifício de estilo mourisco do finais do século XIX, o museu alberga diversas obras de arte contemporânea e autênticas jóias do património marroquino. Vale a pena uma visita!

10. RUAS DA MEDINA

medina de marrakech

Medina de Marrakech

De palácio em palácio, aproveita para caminhar pelas belas ruas da Medina de Marrakech (parte da cidade integrada no interior das muralhas) e observa como vivem as suas gentes, relaxa com as cores quentes destas paredes com séculos de história, absorve os aromas das frutas e especiarias que circulam pelo ar e captura a luz e atmosfera única que habita nestas ruelas estreitas…

11. ESPIRITUALIDADE e religião

oração em Marrakech

Momento de oração nas ruas de Marrakech

Enquanto passeias pela cidade, absorve a forte espiritualidade que habita em cada esquina de Marrakech e entende um pouco melhor as particularidades do Islão. A religião acompanhou-nos durante toda a visita e o som dos “Adhan” (ou chamadas à oração) provenientes das mesquitas ficou marcado em nós como parte da essência da cidade.

12. sumo de laranja

sumo de laranja marrakech

O sumo de laranja é um clássico de Marrakech.

E quando te canses de caminhar, regressa à Praça Jemaa El Fnaa para uma pausa e para um refrescante sumo de laranja, que é todo um clássico em Marrakech. Além disso, é demasiado barato (custam cerca de 4Dh ou 35 cêntimos), pelo que poderás repetir uma e outra vez… Já verás que são o antídoto perfeito para combater o calor e o cansaço!

13. Palacio da bahia

Palácio da Bahia, Marrakech

Interior do Palácio da Bahia, Marrakech

Já com as baterias carregadas depois de uma dose de vitamina C, entramos agora no Palácio da Bahia, outro edifício espectacular situado na parte antiga da cidade, junto ao bairro judeu. O seu nome significa “brilho” e quando entramos entendemos porquê… Atualmente é utilizado pela família real durante as suas visitas a Marrakech, principalmente durante os meses de Inverno.

14. jardins majorelle

 Jardins Majorelle

Os Jardins Majorelle são agora propriedade de Yves Saint Laurent

E terminamos a nossa visita nos Jardins Majorelle, criados em 1924 pelo pintor francês que lhes deu o nome, Jacques Majorelle, e que em 1980 passariam para as mãos do famoso estilista Yves Saint Laurent. Por 100 dh (cerca de 9€) podes visitar os jardins e o pequeno museu de arte islâmica. E tens garantidos uns minutos de total tranquilidade rodeado de palmeiras, bambu e lagos com nenúfares. Não é difícil entender porque fascinou e inspirou a tantos artistas…

15. Pôr-do-sol na praça Jemaa el-Fna

Praça Jemaa el-Fnaa

Pôr-do-sol na Praça Jemaa el-Fnaa

E agora sim, concluímos a nossa viagem onde começámos. Regressamos à Praça Jemaa el-Fnaa, coração de Marrakech, desta vez para assistir ao pôr-do-sol. É simplesmente espectacular…

1

 likes / um comentário
Partilhar este post:
  1. Viagem de duas semanas por MarrocosRoadmoving /

    […] dizer a verdade, Marrakech era o principal objetivo desta viagem. E não nos decepcionou. Tudo o que imaginávamos estava aí, […]

Comentar este artigo


Clica no formulário para ver mais

Arquivos

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec