02
Jun-2016

Porque temos que voltar ao Nepal

Nepal   /   Etiquetas:

Viajámos ao Nepal em 2014, antes da criação deste blog e precisamente um ano antes do terrível terremoto que assolou o país no dia 25 de Abril de 2015. Foi uma dessas viagens que te marcam para toda a vida, que te emocionam sempre que contas algum dos episódios vividos, que gostarias de repetir uma e outra vez… Essas duas semanas que passámos no país dos Himalaias souberam a pouco – muito pouco – e agora, mais que nunca, temos uma vontade louca de regressar.

BudaTemple

A estupa de Boudhanath é um dos lugares budistas mais importantes do Nepal.

Há poucos dias vimos um vídeo Paco Nadal, com algumas razões de peso para voltar ao Nepal, e concluimos emocionados que este país precisa de nós – turistas, viajantes, bloggers, jornalistas – mais que nunca. Precisam de recuperar a confiança dos amantes do trekking e da Natureza que todos os anos contribuíam para a economia local enquanto subiam algumas das montanhas mais altas do mundo. Precisam que os seus templos, estupas e incríveis paisagens chamem de novo a atenção desses milhares de turistas que antes caminhavam pelas praças e ruas estreitas e polvorentas de Kathmandu, que compravam roupa de montanha e ocupavam os quartos dos hotéis em Tamel, que contratavam guias para fazer excursões pelo Evereste ou pela selva em Chitwan, que publicavam fotografias nas redes sociais mostrando a beleza do país e a amabilidade da sua gente…

AnabelaeSenhorasNepal

O que mais surpreende no Nepal é a simpatia das suas gentes.

E se este é um país que sempre passou por dificuldades, agora podemos dizer que o Nepal está a passar por um dos momentos mais duros da sua história. E, para além de engenheiros, geólogos, historiadores e muitos voluntários que os ajudem a recuperar a normalidade de uma vida que em menos de três minutos se viu alterada para sempre, precisam também de embaixadores. De gente que a milhares de quilómetros de distância, como é o nosso caso, espalhem a palavra e que ajudem o mundo superar o medo e a viajar novamente a este país de belos e sinceros sorrisos, de montanhas imponentes, de uma espiritualidade e filosofia de vida que abalaram muitas das certezas que até então tinhamos sobre a vida.

Annapurna

Vista sobre a Annapurna desde Poon Hill.

Nós queremos contribuir com o nosso grão de areia, pelo que decidimos colocar de lado outros textos, histórias e destinos, e contar-vos como foi a nossa viagem ao Nepal. Provavelmente muitas das fotografias que publicaremos dos lugares que visitámos já não correspondem à realidade do país depois do terremoto (e é com muita tristeza que o dizemos). Mas a sua essência permanece aí, e o que é mais importante, a sua gente continua aí, lutadora e humilde perante a imponência de uma Natureza que aí se mostra implacável, poderosa e de uma beleza que te hipnotiza. Afinal de contas, este é o país dos Himalaias…

2

 likes / 2 comentários
Partilhar este post:
  1. Roteiro de duas semanas de viagem pelo NepalRoadmoving /

    […] lhes contávamos num artigo anterior, explicando porque queremos voltar ao Nepal, a nossa viagem aconteceu antes do terrível terremoto de Abril de 2015. Simplesmente até hoje […]

  2. 12 coisas a fazer no Vale de Kathmandu - RoadmovingRoadmoving /

    […] da Humanidade pela UNESCO em 1979. Aqui se encontram alguns dos monumentos mais importantes do Nepal e é também um lugar de passagem obrigatória para todos os que desejam lançar-se numa aventura […]

Comentar este artigo


Clica no formulário para ver mais

Arquivos

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec