16
Mar-2016

10 lugares a visitar em Hong Kong

Destinos, Hong Kong   /   Etiquetas:

Para mim Hong Kong sempre foi sinónimo de arranha-céus, ruído e caos urbano. Era uma parte da China que honestamente não me chamava muito a atenção. Normalmente prefiro destinos mais tranquilos e um pouco mais rurais, como já fui confessando por aqui. E esta viagem surgiu apenas por motivos profissionais. Tinha que voar a Hong Kong para cruzar a Macau e decidi dar-lhe uma oportunidade e ficar aí alguns dias…

E ainda bem que o fiz, porque acabei por descobrir uma cidade bem mais relaxada do que imaginava e com mais tons de verde do que poderia pensar. Acabei por despedir-me com uma agradável impressão e com a sensação de que inclusivamente é uma cidade onde poderia viver. Lê um pouco mais e já entenderás porquê…

Só para começar, aqui lhes deixo os 10 lugares imprescindíveis para uma viagem de poucos dias a Hong Kong:

1.Tsim Sha Tsui

Tsim-Tsa-Tsui

Nathan Road é uma das principais avenidas de Tsim Sha Tsui

Tsim Sha Tsui é um dos bairros mais turísticos de Hong Kong, com um grande número de lojas, restaurantes e museus que vale a pena visitar. Localizado na zona Sul da península de Kowloon, oferece umas vistas espectaculares sobre a Ilha de Honk Kong, aí mesmo em frente. Esta zona é particulamente interessante de noite, quando se acendem as luzes de neón com caracteres chineses e sentes finalmente que estás na Ásia, esquecendo por instantes todos os importantes detalhes que durante o dia te recordam que esta foi uma colónia britânica ao longo de várias décadas…

2.UMA SINFONIA DE LUZES

Sinfoniadeluces

Espectáculo “Symphonie of Lights”, visto desde o Centro Cultural de Hong Kong

E já que estás na zona de Tsim Sha Tsui não podes deixar de assistir ao “Symphony of Lights”, que como o próprio nome indica consiste num espectáculo de som e luz que cada noite (às 20h) ilumina os principais arranha-céus da Ilha de Hong Kong e de Kowloon. Um dos melhores pontos de observação é, sem dúvida, a zona do Centro Cultural de Hong Kong ou a Avenida das Estrelas. Recomendamos, isso sim, que chegues com pelo menos uma hora de antecedência se queres encontrar um bom lugar para fotografar. Isto porque apesar de ser diário, também é grátis. E não podemos esquecer-nos de que esta é uma das cidades do mundo que anualmente recebe mais turistas…

3.MERCADO NOCTURNO DE TEMPLE STREET 

mercadonocturno

Mercado nocturno de Hong Kong

Eis um dos lugares que mais gostei de explorar em Hong Kong. E é que passear entre as pequenas barracas deste mercado que só começa a mexer depois das 16h é um autêntico prazer. As cores, as luzes, os sons, os cheiros… São demasiados os estímulos que te rodeiam! E, uma vez mais, quanto mais tarde o visites melhor. Aproveita para jantar por aqui, já que há vários postos de comida com peixe e marisco fresco, um adjetivo que aqui não pode ser questionado. Enquanto caminhas irás observando como os peixes nadam em bacias cheia de água com gelo, esperando que alguém os escolha para fazer parte do seu manjar nocturno… Que te parece?

4.Parque de Kowloon

Parque de Kowloon

Flamingos no Parque de Kowloon, Hong Kong

Se preferes um lugar mais tranquilo, longe do bulício dos grandes mercados e das zonas mais comerciais, podes sempre “refugiar-te” durante alguns minutos no Parque de Kowloon, um dos mais extensos da cidade. Também está localizado na zona de Tsim Sha Tsui e é um autêntico oásis de tranquilidade, com zonas de jogos para os mais pequenos, lagos, um jardim chinês, diversos tipos de aves e até flamingos! Quem diria?

5.CENTRO FINANCEIRO

Central

Centro financeiro de Hong Kong

Aqui é onde se encontra a Hong Kong que eu imaginava. A metrópole dos grandes edifícios, das grandes avenidas, do ruído e das multidões apressadas. Aqui estão os grandes bancos, agências financeiras, a Bolsa de Valores ou as principais marcas de roupa internacionais. É um lugar onde te sentes mais pequeno, engolido pelos gigantes de cimento e vidro, e onde inconscientemente caminhas mais rápido, para acompanhar o ritmo frenético desde importante centro financeiro. Vale a pena visitar, mas sem ficar demasiado tempo…

6.VICTORIA PEAK

Victoria Peak

Vista desde o miradouro de Victoria Peak

Este é um dos lugares de visita obrigatória em Hong Kong! Localizado a 552 metros de altitude, o Pico Victoria (também conhecido como Monte Austin) oferece umas vistas espectaculares sobre todo o território. O único problema? É difícil enquadrar uma fotografia sem que apareça um único turista… Para subir recomendamos que apanhes o velhinho funicular (em funcionamento desde 1888) e que te sentes no lado direito do veículo para ir desfrutando do panorama durante os 10 minutos que dura a viagem.

7. BUDA GIGANTE

Big Buda

Grande Buda num dia de nevoeiro

Deixamos agora o centro de Hong Kong e vamos até à Ilha de Lantau para visitar o Grande Buda, uma enorme estátua com 34 metros de altura, que é também a maior representação de Buda sentado no mundo. Para chegar deves superar alguns obstáculos: primeiro apanhas a linha de metro cor-de-laranja até Tung Chung, depois tens que optar pelo teleférico ou pelo Autocarro nº23 para chegar a Ngong Ping e já só te falta subir os 268 degraus que te separam do Grande Buda. E esperar que depois de tudo isto o clima esteja a teu favor e que não encontres uma espessa capa de nevoeiro, como foi o meu caso, que não me deixou ver nada a mais de 2 metros de distância…

8.Mosteiro Po Lin

Mosteiro

Queimadores de incenso no Mosteiro Po Lin

Localizado a apenas alguns metros do Grande Buda, também em Ngong Ping, este é o mosteiro budista mais importante de Hong Kong. Fundado em 1906, o complexo de Po Lin inclui um templo (com estátuas impressionantes), as residências dos monges budistas, várias lojas com incensos e todo o tipo de oferendas e um mais que recomendável restaurante vegetariano. Um lugar com uma energia especial onde vale a pena parar algumas horas…

9.Vila de Tai O

Tai-Po

Casas tradicionais na Vila de Tai O

Depois de visitar Ngong Ping, apanha o autocarro Nr.21 e dirige-te à bela vila piscatória de Tai O, uma espécie de Veneza ao estilo asiático. Aqui cada casa tem um barquinho à porta e este é o meio de transporte utilizado pela maioria dos seus habitantes. Um lugar mais que pitoresco, que fica bem em qualquer fotografia. Perde-te pelas suas ruas estreitas construídas sobre a água e não deixes de provar as especialidades gastronómicas locais, onde o peixe fresco e o marisco são as estrelas do menú.

10.Stanley e Repulsive Bay

playa

Baía de Stanley

E para concluir viagem, nada melhor que um dia de praia… A pequena vila costeira de Stanley está localizada na zona Sudeste da Ilha de Hong Kong (a menos de meia hora do centro da cidade) e é um pequeno refúgio natural para todos os que queiram escapar por algumas horas (ou mesmo dias) da agitação urbana. Aqui poderás encontrar de tudo: hotéis, restaurantes, um famoso mercado de rua, um museu marítimo e, o melhor de tudo, praias quase desertas, perfeitas para recuperar energias antes de apanhar o voo de regresso.

2

 likes / 13 comentários
Partilhar este post:
  1. Ngong Ping: Mosteiro Po Lin e Grande BudaRoadmoving /

    […] poder visitar aquelas que são duas das principais atrações turísticas de Hong Kong, o Mosteiro Po Lin e o Grande Buda, temos que chegar primeiro a Ngong Ping, uma pequena aldeia […]

  2. Ngong Ping: Mosteiro Po Lin e Grande BudaRoadmoving /

    […] poder visitar aquelas que são duas das principais atrações turísticas de Hong Kong, o Mosteiro Po Lin e o Grande Buda (ou Buda Gigante), temos que chegar primeiro a Ngong Ping, uma […]

  3. Sinfonia de Luzes em Hong KongRoadmoving /

    […] as noites o céu de Hong Kong ganha um brilho especial. E se a vista desde o Porto Victoria já é suficientemente espectacular […]

  4. Observando Hong Kong desde o Pico VictoriaRoadmoving /

    […] receber de braços abertos às centenas de turistas que visitam esta que é hoje em dia uma das atrações mais populares da cidade. No passado, mais concretamente na época colonial, foi o refúgio dos ricos e famosos ingleses, […]

  5. Um dia na praia de Stanley, em Hong KongRoadmoving /

    […] minha viagem a Hong Kong terminou aqui, na praia de Stanley. Depois de duas semanas em movimento constante pelo Delta do Rio […]

  6. Marta Chan /

    Sou como tu e também não gosto muito de mega cidades mas hong kong parece ter uma cultura própria.

    espero um dia conseguir ir à china durante uns 3 meses para explorar bem este pais tão grande e passar por hong kong, claro.

    Obrigada pelas dicas, gostei muito das fotos :)

  7. Catarina Leonardo /

    Ola Anabela :)
    Eu não conheço, mas a ideia que tenho da cidade também é de ser uma confusão de arranha-céus. Pelos vistos não é só…. boas dicas. Realmente vale mesmo a pena dar hipótese a todas as terras :)

  8. Susana /

    Só passei lá no aeroporto para apanhar o barco para Macau, mas quero muito voltar para descobrir hong kong como deve ser. Boas dicas.

  9. Luís Seco /

    Não sabia quase nada sobre Hong Kong antes de ler este artigo. Parece-me imperdível para quem for à China. Obrigado por alimentar a minha vontade de viajar.

  10. simone hara /

    AINDA NÃO CONHEÇO A ÁSIA, MAS PRETENDO IR EM BREVE E COM CERTEZA HONG KONG ESTARÁ NO MEU ROTEIRO.
    GOSTEI MUITO DO SEU POST E VOU GUARDÁ-LO COMO REFERÊNCIA PARA QUANDO FOR PREPARAR O ROTEIRO DA VIAGEM

  11. Ana Christ /

    Eu teria dificuldade com o excesso de luzes e movimento de hong kong. Acho que também precisaria sair do centro pra curtir um pouco mais, pois sou declaradamente uma pessoa que prefere paisagens naturais! rs Um beijo

  12. Debora /

    Um lugar mais legal que o outro! Espero poder me aventurar pela ásia em breve :)

  13. Son justo /

    Ainda não me aventurei para esses lados mas tenho muita vontade. Excelentes dicas.

Comentar este artigo


Clica no formulário para ver mais

Arquivos

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec